Sentir é Criar Menu

Permalink:

Namoro monótono é caso não nosso

Eu sempre esperei pelo momento em que o namoro ia ficar chato e monótono. Que os beijos que outrora nos faziam perder o chão, iam aos poucos serem extintos.
Sempre ouvi dizer que as flores do namoro duram no máximo um ano, mas comecei a esperar por isso muito antes.

Quando antes você chegava e eu ia até o portão e o abria para você e agora eu grito daqui mesmo “Entra!”. Quando eu perguntava se você tava com fome e ia preparar algo pra nós e hoje é você quem faz isso. Quando a gente namorava no terraço e não tínhamos assuntos e ficávamos rindo de nervosos e hoje a gente fica no sofá da sala vendo tv ou enquanto eu jogo no seu notebook você joga no seu psp rosa bebê (eu tinha que escrever esse detalhe). Foi exatamente quando esses momentos começaram a mudar que eu esperei o namoro ficar chato. Eu achava que quando a gente se acostumasse um com o outro, toda a magia de começo de namoro ia acabar. Mas aconteceu exatamente ao contrário. Quando você chega e eu grito “Entra!”, você entra sorrindo pra mim e vem logo me dar um abraço forte. E em alguns domingo você me acorda com um café da manhã na cama. Quando estamos no sofá vendo tv, você diz baixinho no meu ouvido “te amo” ou “tô com saudades”. Quando a gente ta jogando e você ganha, e vem me pedir o beijo da vitória.

Seu amor está presentes em todos os momentos e nos mínimos gesto. Eu sempre te digo que eu não tenho noção do tamanho do seu amor por mim e não é porque eu não te ame do mesmo jeito, mas porque você sempre me surpreende com esse teu sentimento lindo e verdadeiro. E como todas as outras vezes que já escrevi aqui, eu vou repetir que sou muito sortuda. Eu vou sempre falar isso.

Te amo muito.

  • Não posso ler essas coisas no trabalho *–* fico com cara de bobo =D