Sentir é Criar Menu

Todos itens parajunho, 2011

Permalink:

Relacionamento à três

Um relacionamento a três é o segredo de muitos relacionamentos darem certo. Pode soar estranho para muita gente, mas não quando a terceira pessoa em questão é Deus. Quando Deus é convidado para fazer parte de um relacionamento, os frutos do espirito são acrescentado e Deus vai moldando o relacionamento dando sabedoria a ambos.

Gálatas 5:22-23 nos diz: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio…”

Antes mesmo de namorar com Miel, quando existia apenas um interesse romântico, eu busquei em Deus resposta para que não tomasse nenhuma decisão precipitada. Pedi inúmeras vezes que fosse feita a vontade Dele, mas que se esse relacionamento um dia não desse certo, era melhor que nem começasse. Pela péssima experiencia do namoro anterior a esse – que se tornou boa porque aprendei com os erros – onde Deus não tinha vez – e mesmo sem meu merecimento Ele fez grandes coisas, eu quis fazer diferente do que tinha feito.

Assim que comecei a namorar com Miel – mesmo  à distancia – convidei Deus para fazer parte do nosso relacionamento. Desde o começo eu sabia que não seria fácil. Quantas vezes chorei, quantas vezes passou em minha cabeça de desistir de tudo e que eu poderia tá perdendo meu tempo. Mas esses pensamento e as minhas lagrimas não duravam mais de uma noite, porque Deus sempre me confortou. Ele é o meu melhor amigo e chegamos até aqui porque Ele é a terceira pessoa da nossa relação.

Convide Deus para o seu relacionamento. Ele só irá se for convidado.
“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo” (Ap 3.20).Coloque-o sempre em primeiro lugar. Se estiver em duvida de tomar alguma decisão converse com Ele em oração. Entregue nas mãos dEle as causa impossíveis, pois só Ele tem poder pra fazer. Deixe que Deus te justifique entres os homens que lhe apontam. Nunca deixe de convesar com Ele.

“”Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. (Salmos 91.1) “
Deus é um abrigo, um refúgio quando sentimos medo. A fé do salmista no Deus Todo-poderoso como protetor ajudou-o a atravessar todos os perigos e temores da vida. Isto deve moldar a nossa confiança: trocar todos os nossos temores pela fé em Deus, não importando quão intensos possam ser. Para fazer isto, devemos viver e permanecer nEle. Confiando-nos à sua proteção e garantindo a nossa devoção diária a Ele, estaremos a salvo.”



  • Irla Mirelly

    Que lindo o blog de vcs =D
    adorei o post
    beiijos

  • Obrigado por comentar! Por favor, mantenha seu comentário limpo. HTML é permitido (strong, code e href).

Permalink:

Culpa do meu namoro? Sai fora!

Antes, quando você está só, a culpa de não dá nada certo na sua vida é toda sua. Aí você começa a namorar, mil recomendações são dadas. As pessoas parecem ter abençoado o relacionamento. Então algo dar errado, e a culpa agora é do namoro. Qualquer coisa negativa que acontece agora é culpa é desse relacionamento imaturo.

Esqueceram que antes mesmo que você começasse a namorar as coisas muitas vezes não saiam do jeito que você queria. A vida é assim, nem tudo que queremos acontece. As vezes as coisas certas que desejamos dão errado para que as coisas certas que precisamos deem certo. A culpa é de ninguém.

Se tornam culpados esses que te apontam como se conhece teu coração. Como se tivesse dentro da tua mente e soubesse o que você pensa quando as coisas não saem do jeito que você queria. Olham o relacionamento de fora e tiram suas próprias conclusões. Já acham que algo que eles recomendaram tanto, está saindo diferente.

Se não trabalha, não presta; Se trabalha demais, não presta; Se se veem de mais, não presta; Se se veem pouco de mais, não presta.

Dá licença! Vocês são adultos, viveram muitas coisas, tem lá suas experiencias, mas deixa eu adquiri as minhas, por favor? Parem de associar os acontecimentos negativos na vida pessoal ao namoro. Eu já errava antes mesmo de namorar e vou errar pelo resto da minha vida. Ninguém nasce sabendo driblar essas situações, mas adquire vivendo.

  • meninomiel

    :'(

  • Juli Balbina

    Ana… você tirou a xerox do que está acontecendo comigo e publicou nesse post

  • Obrigado por comentar! Por favor, mantenha seu comentário limpo. HTML é permitido (strong, code e href).

Permalink:

Que bom que você chegou





Aconteceu em mais ou menos duas semanas antes de tudo vir à tona. Ele cruzou meu caminho de uma maneira diferente da vez que tinha cruzado antes. No começo parecia que continuávamos no mesmo caminho: Perguntas curtas, respostas monossilábicas e papos breves. Mas imperceptivelmente, fomos nos envolvendo e os papos breves se tornaram conversas longas. Então, quando tudo veio à tona, o que eu tinha sofrido antes não fazia mais sentido, não me importava mais aquilo, não era meu mundo. Eu estava bem, me sentia forte e meu coração estava feliz.


Logo transformei tudo aquilo em passado e isso não me doeu nada. Mas agora me faltava coragem e eu precisava pensar mais um pouco. Talvez eu pudesse está confundindo as coisas ou iludida por ele falar o que eu sempre quis ouvir. Resolvi ficar quieta. 


Quando terminávamos o papo, ele se despedia com um “te amo”. Eu queria revidar, mas achava que não devia, que não era a hora certa. Certo dia fiz uma reuniãozinha com três amigas, e ficamos eufóricas e aproveitei minha euforia e corri pra revidar o “te amo” do fim de papo. Acho que tudo começou mesmo daí. Depois do meu te amo, cada dia que passava as coisas iam ficando sérias, e mais sérias e foi.

É inacreditável, um dia estivemos juntos, frente a frente, próximos e distantes, amigos, colegas… Enfim. Era só nisso que iria ficar eu achava. Agora tudo faz sentido e olhando para trás, noto que faltava alguma coisa, não era só aquilo. Tudo que tinha acontecido antes não foi por acaso. Fico feliz que seja ele, agradeço todo momento por ele. E se não soasse tão dramático, diria que ele salvou minha vida. 


(02:50) MieL: Hey
(02:50) anokah.: hoy
(02:50) MieL: me promete uma coisa
(02:50) anokah.: o quê?
(02:50) MieL: promete que um dia vai se casar comigo
(02:50) MieL: sério
(02:50) anokah.: VOU SIM
(02:50) anokah.: É TUDO QUE EU MAIS QUERO E SONHO
(02:51) MieL: e qe vamos correr na praia chutando a agua
(02:51) MieL: e que vamos durmir olhando pras estrelas
(02:51) anokah.: PROMETO!
(02:51) MieL: e q pra sempre estaras do meu lado
(02:52) MieL: então posso durmir bem
(02:52) MieL: agora

  • @gladimir_taii

    AH QUE LINDO *-* Adoramos aqui hein?! Também somos um casal blogueiro, viu? Nós já estamos seguindo vocês!
    Visitem lá?
    http://allstargt.blogspot.com

    Muitas felicidades casal, @gladimir_taii

  • Obrigado por comentar! Por favor, mantenha seu comentário limpo. HTML é permitido (strong, code e href).

Permalink:

Namoro monótono é caso não nosso

Eu sempre esperei pelo momento em que o namoro ia ficar chato e monótono. Que os beijos que outrora nos faziam perder o chão, iam aos poucos serem extintos.
Sempre ouvi dizer que as flores do namoro duram no máximo um ano, mas comecei a esperar por isso muito antes.

Quando antes você chegava e eu ia até o portão e o abria para você e agora eu grito daqui mesmo “Entra!”. Quando eu perguntava se você tava com fome e ia preparar algo pra nós e hoje é você quem faz isso. Quando a gente namorava no terraço e não tínhamos assuntos e ficávamos rindo de nervosos e hoje a gente fica no sofá da sala vendo tv ou enquanto eu jogo no seu notebook você joga no seu psp rosa bebê (eu tinha que escrever esse detalhe). Foi exatamente quando esses momentos começaram a mudar que eu esperei o namoro ficar chato. Eu achava que quando a gente se acostumasse um com o outro, toda a magia de começo de namoro ia acabar. Mas aconteceu exatamente ao contrário. Quando você chega e eu grito “Entra!”, você entra sorrindo pra mim e vem logo me dar um abraço forte. E em alguns domingo você me acorda com um café da manhã na cama. Quando estamos no sofá vendo tv, você diz baixinho no meu ouvido “te amo” ou “tô com saudades”. Quando a gente ta jogando e você ganha, e vem me pedir o beijo da vitória.

Seu amor está presentes em todos os momentos e nos mínimos gesto. Eu sempre te digo que eu não tenho noção do tamanho do seu amor por mim e não é porque eu não te ame do mesmo jeito, mas porque você sempre me surpreende com esse teu sentimento lindo e verdadeiro. E como todas as outras vezes que já escrevi aqui, eu vou repetir que sou muito sortuda. Eu vou sempre falar isso.

Te amo muito.

  • meninomiel

    Não posso ler essas coisas no trabalho *–* fico com cara de bobo =D

  • Obrigado por comentar! Por favor, mantenha seu comentário limpo. HTML é permitido (strong, code e href).

Permalink:

Diário de Viagem: Toritama

Olá queridos! Como estão? Amando muito? 🙂

Na última terça-feira nós viajamos para Toritama (Capital do Jeans) que fica, acho que, no interior de Pernambuco, para fazer comprinhas boas e baratinhas. E gente, quem já foi sabe como é difícil parar em uma loja só pra comprar roupa. Dá vontade de levar tudo pra casa! E o preço é a melhor parte.

Na ida, quando chegamos no friozinho gostoso de gravatá, paramos para tomar café no Rei da Coxinha. E mesmo dentro do estabelecimento, o frio tava grande. Depois de alimentados, seguimos rumo a Toritama. O clima já muda quando chegamos a Caruaru.

Depois que chegamos e terminamos as compras, aproveitamos a passagem obrigatória por Caruaru e fomos ao Alto do Moura (um local turístico). Miel nunca tinha ido por esses lados e ele acabou conhecendo 3 cidades em um dia 🙂

No alto do moura tem a casa no Mestre Vitalino. Esse Mestre foi quem começou a história de fazer bonecos de barros. A casa de taipa do mestre continua intacta, do jeito que ele deixou quando se foi.

Eu esqueci de tirar foto da frente da casa 🙁 Mas aí ó, tem uma estatua do mestre com um jumento de barro logo na entrada.

 Essa é a sala da casa. Muita coisa foi acrescentada, claro. Mas creio eu que estas estantes é do tempo dele. Se você observar bem, dá pra notar que elas foram feitas improvisadamente.

Ainda na Sala na casa, as obras do mestre e algum parente continuando o seu trabalho. Não sei dizer se é filho ou neto.

 Deixei de retratar muitas coisas como os dois quartinhos e uma área onde fica um fogão a lenha. Em todos os cômodos há plaquinhas de informação. Nessa foto, já no quintal da casa, o forno para as obras de barros.

Eu adorei o quintal da casa. É cheio de verde e tem uma rochona bem no meio. Vou confessar que foi tenso enquanto eu estava dentro da casa vendo todas as aquelas coisas da época de Vitalino. Eu olhei tudo rápido pra sair logo dali. hehe

  • Obrigado por comentar! Por favor, mantenha seu comentário limpo. HTML é permitido (strong, code e href).