Sentir é Criar Menu

Permalink:

Então beije-me


Quando o sol sair me beije, me beije mais, me beije logo. Quando o sol sair me beije, me beije antes que escureça. Não me deixe só em outro planeta. Se a gente quiser, o mundo se ajeita. Como a saudade e o coração..

Então Beije-me

Beije-me longe da moita da cevada, todas as noites junto à verde, verde grama. Balance, balance, balance o degrau giratório. Eu usarei aqueles sapatos e você usará aquele vestido. Beije-me sob o crepúsculo lácteo, leve-me para fora, no chão enluarado. Levante sua mão aberta, bata na fita e faça os vaga-lumes dançarem, A lua prateada está cintilante.

Então, beije-me…

Beije-me embaixo da casa quebrada da árvore, balance-me alto em seu pneu pendurado. Traga, traga, traga seu chapéu florido, nós tomaremos o caminho marcado no mapa do seu pai.

Então, beije-me…

Quando o sol sair me beije, me beije mais, me beije logo. Quando o sol sair me beije, me beije antes que escureça. Não me deixe só em outro planeta. Se a gente quiser, o mundo se ajeita. Como a saudade e o coração..

  • A

    Amo você, inho.